A DreamHack Open Summer, torneio que começará neste sábado (18/06) e terminará na segunda-feira (20/06) ocorrerá em Sweden Jönköping, tem como premiação total $100.000 e contará com 8 equipes.

Dentre estas 8 equipes, 6 receberam convites direto, enquanto 2 tiveram que se classificar para participar do torneio, estas equipes são  Epsilon e ENCE.

O formato do torneio é simples, as primeiras partidas serão MD1, assim como a partida para definir o primeiro colocado do grupo, enquanto as partidas eliminatórias e finais do grupo serão em formato MD3.

Agora, um resumo das 8 equipes, assim como a minha opinião sobre as mesmas:

Grupo A
Denmark Astralis
Astralis, atualmente sexta colocada no ranking do HLTV, é uma das favoritas para levar este torneio, vem com sua line completa, “device“, que para mim é o atual astro do time, tem como função ser o AWPer, e há algum tempo chegou a ser cogitado como o melhor jogador do mundo, fato que hoje em dia é bem contestado. A segunda estrela desse time que merece ser lembrada é “dupreeh“, ícone na sua função de entry killer, com certeza é um dos melhores da atualidade nessa função. Os outros 3 membros são “karrigan“, “Xyp9x” e “kjaerbye“. Este último entrou no time no último mês, no lugar de “cajunb“, em uma troca feita com o time Team Dignitas.

A última aparição deste time foi na ELEAGUE, no grupo C, onde terminaram em primeiro lugar, após vencer a CLG por 2:1 na final, e agora se classificaram para a última semana do campeonato. Já na ECS, conseguiram a classificação para os playoffs em Londres sem grandes problemas, com um resultado de 7 vitórias e 1 derrota na fase de grupos.

Até então, dois bons resultados, porém o anterior a esse, foi a decepção na ESL Pro League, onde não conseguiram passar da fase de grupos, caindo diante da equipe brasileira, Luminosity Gaming.

Vale ressaltar que esta equipe costuma jogar muito bem contra equipes de menor calibre, porém tem sérios problemas em torneios de grande expressão para passar das quartas de finais, ou então da semi, quem sabe nesse torneio consigam quebrar esse paradigma.

Brazil Immortals
A equipe brasileira, liderada por “boltz“, atual nona colocada no ranking da HLTV, vem para esse torneio buscando uma redenção, já que a grande expectativa criada para a qualificação para o major que irá acontecer em Colônia, virou decepção. O destaque da equipe vem sendo na minha opinião o jovem “felps“, que tem demonstrado constante evolução desde que entrou para a equipe e se torna cada vez fundamental para o time, e a grande dúvida é sempre como será a performance de “Hen1“, que já demonstrou sua capacidade de definir partidas, ele tem como função ser o  AWPer, reflexo sempre muito rápido, porém o grande problema é sua atual inconsistência, ele não têm conseguido manter o mesmo padrão para todos os jogos, mas torcemos para que ele esteja inspirado e consiga mudar esse fator. Os outros dois jogadores da equipe são “Lucas” e “SHOOWTiMe“. Importante ressaltar que faz aproximadamente um mês que foi anunciada a saída do treinador “peacemaker“, e agora a contratação de “Zakk” para ocupar seu lugar. Será que a recente queda de produção está ligada a este fato? Difícil saber ao certo o quanto essa alteração afetou, mas acredito que a saída teve um impacto sim no desempenho da equipe, e agora depende do novo treinador por as coisas em ordem novamente.

Resultados recentes dão um misto de esperança e frustração, após vencer a CEVO, conseguir segundo lugar na DreamHack Austin, assim como segundo lugar no qualificatório regional da MLG e a conquista da ESEA Premier, dando acesso a liga principal da ESEA, frustraram os torcedores com uma performance muito ruim no qualificatório para o Major em Colônia.

Para mim os brasileiros entram com grandes chances de passar a fase de grupos, imagino ainda que na segunda posição, porém quem sabe não conseguem conquistar a primeira posição, coisa que facilitaria e muito a vida deles na competição.

Denmark SK Gaming
O time que ocupa a vigésima colocação no ranking da HLTV, vem com grandes desfalques para esse torneio, suas duas estrelas, na minha opinião, não irão jogar o torneio. “Pimp” foi contratado pela equipe da Team Liquid, no seu lugar jogará “gla1ve“, e a outra baixa é “magiskb0Y” que não poderá comparecer, e no lugar dele jogará “valde“. Os dois completes jogavam pela antiga equipe dinamarquesa Copenhagen Wolves.

Os outros três jogadores são “MODDII“, “AcilioN” e “Friis“, jogadores que irão tentar manter o entrosamento do time, mesmo com dois jogadores temporários na equipe.

Resultados recentes da equipe não são lá essas coisas, apesar de ter ido bem na fase de grupos da Eleague, terminou apenas em terceiro lugar do grupo com 4 vitórias, tendo chances ainda de jogar a “Última Chance” – fase do torneio onde jogarão os times que ficaram na segunda colocação assim como os dois melhores que ficaram na terceira posição. Fora esse resultado, ressalto dois resultados pífios na SL i-League Invitational e na DreamHack Minor Regional, onde ambos terminaram na última posição.

São de fato, os “underdogs” desse grupo, vejo pequenas chances da sua classificação, pois essa dependeria de um vacilo da equipe brasileira.

Finland ENCE
Time do astro “allu“, jogador que já atuou pela a NiP, e que atualmente joga junto de seus compatriotas “juho“, “sunNy“, “xarte” e “naSu“. Com certeza a equipe mais fraca deste grupo, sem conseguir ainda resultados expressivos eles vem em busca de um milagre nesta competição, a boa notícia é que “allu” virou AWPer dedicado, ou seja, sempre veremos ele usando a AWP nesse time, enquanto a liderança de “naSu” parece começar a mostrar uma melhora de desempenho, será que veremos algum milagre? Acho difícil.

Grupo B
Sweden NiP – Ninjas in Pyjamas

Equipe atual terceira colocada no ranking da HLTV, a melhor posicionada neste torneio vêm com grande favoritismo para encabeçar esse grupo e também levar o troféu do torneio para casa, parece que os astros “f0rest” e “GeT_RighT” estão se aproximando do nível que os fizeram os melhores jogadores de CSGO, juntos com “friberg“, “Xizt” e “pyth” vem em uma grande crescente em termos de resultado e desempenho. Seria injusto não citar o treinador, que para mim é o grande segredo por trás desse sucesso, “THREAT” que desde que entrou na equipe conseguiu mudar completamente a forma de jogar, alcançando um equilíbrio entre estratégia e uso de habilidades de seus jogadores.

Como já citado, seus resultados recentes são bons, conseguiu primeiro lugar no seu grupo da ELEAGUE, batendo a G2 na final. Antes disso perdeu na semi final para a equipe da Luminosity no torneio da ESL Pro, porém o resultado mais importante é a conquista da última DreamHack Malmo, e creio que eles queiram manter esse ritmo de conquista, dependerá do ímpeto da Astralis para desafiar a NiP. Caso a equipe brasileira se classifique em segundo lugar no grupo A, tem grandes chances de enfrentar a NiP na semi final, então recomendo aos brasileiros lutarem pelo primeiro lugar.

CIS HellRaisers
Atual décima segunda do ranking da HLTV, a equipe liderada pelo astro “oskar” vêm para o torneio tentando redenção, já que também frustrou seus torcedores com o fracasso do qualificatório do major. Para quem não conhece, recomendo ficar de olho em “oskar”, o jogador tcheco tem um grande potencial, creio que em breve estará no nível de “Guardian” e “KennyS“, revelação do ano até o momento. Seus quatro companheiros são “bondik“, “Zero“, “STYKO” e “ANGE1“. Importante lembrar que aconteceu uma troca de treinadores na equipe, “Imbt” foi substituído por “ami” que tem a difícil missão de tentar mudar a maneira de jogo logo em seu primeiro torneio, e por sinal um torneio muito importante.

Mesmo com a troca de treinadores e um resultado péssimo no qualificatório ainda considero a HR como a segunda equipe mais forte deste grupo, porém precisará jogar muito melhor para conseguir provar que merece esse posto, e assim passar para a semi final, a GODSENT será um páreo duro, e o vencedor desse provável confronto irá passar para os playoffs.

Sweden GODSENT
A atual décima sexta colocada do ranking da HLTV, quem vêm liderada pelo astro “pronax“, antigo capitão da equipe da Fnatic e que agora joga com outros 4 compatriotas “twist“, “pauf“, “Lekr0” e “znajder” terão grandes dificuldades nesse grupo, eles vão ter que medir forças com as outras equipes para tentar pelo menos passar para a semi final, como já falado eu creio que o vencedor entre HR e GODSENT deverá passar pela fase de grupos, mas para isso ambas deverão fazer o dever de casa batendo a Epsilon, tarefa não tão fácil assim.

Os resultados recentes da equipe são bem fracos, com duas eliminações para a Equipe da ENCE, sua melhor campanha até o momento foi chegar na semi final da DreamHack Malmo, será que irão conseguir este feito novamente? Veremos.

Sweden Epsilon
Agora com uma formação totalmente sueca, a equipe da Epsilon vêm como “underdog” neste grupo, com certeza a menos conhecida pelo público, e talvez considerada uma das mais fracas do torneio, o time liderado por “xelos” junto com o astro “disco doplan” vêm para esse torneio com o objetivo de surpreender a todos, uma tarefa complicada principalmente se considerar que eles pegaram o grupo mais equilibrado na minha opinião, os outros três membros “REZ“, “draken” e “fredieb” precisarão contribuir bastante para a equipe conseguir a tarefa difícil de chegar pelo menos a semi final, eu me atrevo a falar que uma vitória sobre GODSENT ou HR já iriam me surpreender, mas pensando que o jogo é MD1, tudo pode acontecer.

A cobertura completa desse evento, você encontra aqui.

COMENTÁRIOS