Após as conturbadas partidas de Brazil Vito “kNgV-” Giuseppe, Brazil Lucas “LUCAS1” Teles e Brazil Henrique “HEN1” Teles a Brazil Immortals se mexeu e efetivou Brazil João “horvy” Horvath, Brazil Caio “zqkS” Fonseca e Brazil Lucas “destiny” Bullo como substitutos. Parte da comunidade como sempre não perdoou e distribuiu seu ódio contra as escolhas e os escolhidos. A mudança não foi planejada e muito menos veio de resultados ruins, ela foi necessária visto o problema que a organização enfrentou com os antigos jogadores. Alterar três players da lineup no meio da temporada não é fácil, a vaga do major foi perdida, assim como outros torneios menores podem retirar seus convites. Problemas enumerados é hora de focar no futuro e no que o time tem pela frente.

A principio a ideia era trazer Brazil Alencar “trk” Rossato e Brazil Pedro “Maluk3” Campos, porém após o valor da multa ser considerado alto pelo CEO da Immortals, Noah Whinston, a equipe passou a trabalhar então com as alternativas até encontrar os nomes possíveis. Durante a semana muito se falou sobre o valor dessas multas, algumas pessoas acharam que era abusivo por parte da Brazil Team One e outras acharam que a Immortals era “pão dura”. Multas de contrato são estabelecidas em acordo com os jogadores, os mesmo sabem quanto tem de pagar para a organização caso queiram ir embora e a organização também sabe, caso queira desligar o jogador em definitivo. Se a multa é extremamente alta em relação ao salário dos jogadores é com consentimento dos mesmos, então não há o que reclamar. Para terem assinado é porque acreditam no projeto da Team One e não tinham interesse de usar a organização apenas como escada para chegar ao NA.

Pedro “Maluk3” Campos

horvy já era jogador da Immortals desde agosto, mas ainda não havia se apresentado na casa da equipe por conta de problemas com visto/passaporte. Com tudo resolvido ele já se juntou aos novos companheiros. O jogador saiu do Brasil despontando como promessa, escalou rapidamente rumo aos melhores times daqui, mas a mudança a Portugal o fez dar uma “sumida” dos jogos competitivos, visto que o cenário de lá é menos movimentado que o daqui. O maior torneio jogado foi a 4Gamers Masters com um segundo lugar, em derrota para a Turkey Space Soldiers na final. É uma aposta justificada pelo talento, entretanto arriscada, já que o jogador nunca esteve em um time de ponta em um cenário tão disputado.

destiny é um jogador com bastante experiencia no cenário NA visto que estava atuando na Brazil Luminosity a bastante tempo e após sair da equipe, continuou no cenário americano com a recém formada lineup brasileira da Brazil Tempo Storm. Os resultados da LG com destiny não foram tão expressivos em nível internacional, mas a equipe estava bem encaixada no cenário local e sempre vinha jogando a ESL Pro League em busca da classificação. Vejo como uma escolha muito justificável. Poder de fogo, experiência e nenhuma necessidade de adaptação a vida fora do país.

zqk, sem duvida foi o nome mais contestado pelo comunidade brasileira. O jogador sofre com pesadas criticas desde os tempos de Brazil Keyd Stars, quando a antiga Brazil Kabum se mudou em definitivo para os EUA. zqk foi substituído por ninguém menos que Brazil Marcelo “coldzera” David o que deu impressão que ele era sozinho o “problema” do time, esquecendo completamente que o mesmo fez parte da vitoriosa história da equipe que conseguiu sair do Brasil direto pro major. Entretanto é sabido que o jogador não atuou mais em alto nível desde aqueles tempos. Após a saída da Keyd, o jogador passou por Portugal e Estados Unidos, com lineups brasileiras na Brazil AlientechBrazil Pain Gaming. Jogou também como complete no minor americano com a United States Misfits. Aqui no Brasil o jogador vinha tendo boas atuações com a Brazil Merciless Gaming e por ultimo atuações bem abaixo da média na United States  Ghost, atuando longe de sua principal função que é jogar de AWP e com jogadores americanos de qualidade contestável.

Ricardo “boltz” Prass

Antes mesmo da estréia da lineup, parte da comunidade já estava tecendo suas famosas críticas nada construtivas, decretando o famoso “rip immortals” dentre outras impublicáveis. Eu discordo e prefiro dar tempo ao tempo. Brazil Lucas “steel” Lopes e principalmente  Brazil Ricardo “boltz” Prass que para mim vive a melhor fase da carreira e que agora pela primeira vez é a “estrela” de uma equipe, tem tudo para continuarem jogando bem. Um time é sempre a unidade de cinco jogadores, o encaixe entre as peças é fundamental para que cada um jogue o que sabe e atinja seu nível mais alto e, jogando a cem por cento, essa escalação pode sim chegar ao nível da anterior. Isso vai acontecer rapidamente? Sinceramente, acredito que não, será necessário tempo já que 60% da equipe foi modificada, mas também não acredito que o time vai despencar tanto como parte da comunidade diz. O jogador mais velho da equipe, zqk, tem 25 anos, os outros giram em torno de 20, há muito o que se explorar e extrair. Tudo vai depender de como eles vão definir o estilo de jogo para que cada player consiga dar o seu máximo.

COMENTÁRIOS