Após a grande vitória da Brazil SK Gaming sobre os dinamarqueses do Denmark Astralis, o jogador do  Brazil Epitácio “TACO” de Melo concedeu uma entrevista para o portal HLTV, onde falou um pouco sobre o que aconteceu na partida versus Astralis e CIS Natus Vincere. Confira:

Acho que devemos começar falando sobre como foi a adaptação do time após estarem perdendo por 4:8, e mesmo assim, conseguirem finalizar o half em 7:8.

Nós começamos jogando muito bem, vencemos o pistol e abrimos 3:0. Mas alguns detalhes do jogo, alguns erros que cometemos foram punidos.

Então, nós começamos a jogar mais juntos, fazendo execuções. Nós sabemos algumas coisas sobre eles, nós sabíamos que o dev1ce gostava de jogar na varanda e nós fizemos algumas coisas para que ele fosse punido. Nós havíamos estudado muito a Astralis, por isso estávamos calmos e confiantes que poderíamos fazer melhor o nosso lado TR.

Estava 14:8 e vocês acabaram levando 7 rounds seguidos, o que você acha que eles fizeram melhor?

Eles começaram a jogar rápido e a gente não esperava isso. Em muitos rounds, eles avançaram e nós não esperávamos isso. Acho que o fato deles jogarem dessa maneira foi realmente ruim para nós.

Quais foram os rounds chave para que você conseguissem vencer a partida?

Quando estávamos no lado terrorista, fer venceu um 1v2 no bombsite B que foi realmente muito importante. Nos trouxe confiança para continuarmos a vencer rounds.

Voltando um pouco para a partida versus Natus Vincere, o que aconteceu nessa partida e o que vocês aprenderam com ela?

O fato é que a gente não esperava a forma com que eles jogaram. Eu assisti a demo, e percebi que eles estudaram muito o nosso time, mas isso é algo normal. Nós simplesmente não esperávamos isso, como TR a gente sempre estava sendo punido e não estávamos conseguindo jogar bem.

Entrevista realizada por Milan “Striker” Švejda para o portal HLTV.org.

COMENTÁRIOS