Fernando “fer” Alvarenga faz parte do time brasileiro SK Gaming que acabou de vencer o seu segundo Major seguido, após vencer de forma convincente, a Team Liquid na Grande Final da ESL One Cologne 2016.

Após a Grande Final do Major ESL Cologne. Eu estou aqui com o jogador fer após a vitória sobre o Team Liquid. fer como vai?

Cara, eu não sei o que falar. Eu estou realmente muito feliz. Nós treinamos muito para esse Major. Nós viemos para Cologne alguns dias antes para realizamos um bootcamp diretamente da casa da SK, e eu estou muito orgulhoso pelo meu time, eles jogaram muito bem. Eu não joguei muito bem nessa série, mas está tudo bem, você não consegue jogar sempre muito bem, mas meu time foi incrível e eu estou muito feliz.

Eu lembro que você estava muito emotivo ao final do último Major (MLG Columbus). Eu posso ver agora isso em teus olhos. Você estava chorando no palco?

Sim, eu nunca choro, mas no último Major em Columbus aquilo tudo foi muito para mim, porque nós passamos por coisas muito dificieis até sermos campeões, e naquele momento eu só chorava, não sabia o que falar.

Você têm algum familiar aqui torcendo por você?

Não, minha familia vai vir para a ESL Nova Iorque.

Você falou com eles via Skype?

Sim, eles me chamaram e eu falei com a minha mãe e meu pai, e eles estavam chorando. Todo mundo está muito feliz.

Você falou sobre preparação, mas vocês fizeram parecer fácil nessa Grande Final. Você pode falar um pouco sobre isso?

Era uma equipe do NA, e nós já praticamos muito contra eles, então eles sabiam o que fazíamos e nós sabíamos o que eles faziam. Mas eu acho que o Peacemaker é um excelente técnico, e ele ajudou muito a Team Liquid. Eu acho que eles são agora um time diferente. Eles estão mais fortes e mais táticos. Mas hoje era o nosso dia e o meu time jogou muito bem, e eu acho que foi isso que tornou o jogo fácil.

Sei que é difícil olhar para frente agora que vocês venceram 2 Majors seguidos, mas você sabe dizer o que vem por ai?

O céu é o limite. Nós estamos aqui para vencer — nós deixamos a nossa família no Brasil, nós saímos por causa desse jogo, quando saímos para comer nós continuamos a falar sobre CS, então CS é a nossa vida. Se nós deixamos a nossa família, deixamos o nosso país, nossos amigos, namoradas ou se deixamos qualquer coisa para trás, nós precisamos trabalhar muito para sermos felizes.

Após ganhar o primeiro Major (MLG Colombus), você comprou ou fez alguma coisa grande? Por exemplo, ir até a Disneylândia?

Não, não, não. Eu dei todo o meu dinheiro para os meus pais e eles cuidam dele.

Você vai fazer a mesma coisa agora? Ou você vai fazer/comprar algo para si mesmo?

Sim, sim. Dessa vez eu vou pegar uma parte para mim.

Dada essa grande vitória, vocês também tiveram que lidar com a desclassificação na ELeague. Qual é o seu sentimento?

Eu não posso falar sobre isso, mas nós estamos muito tristes porque nós ganhamos essa vaga, e eles nos removeram do torneio. Portanto, não é bom pra nós, mas se eles decidiram isso — okay.

Mas vocês estarão de volta para uma revanche na Temporada 2, tenho certeza.

Sim, espero que sim.

Aproveite e assista ao Player Profile produzido pela Valve, em homenagem ao jogador Fer

Entrevista realizada por 

COMENTÁRIOS